Segunda, 19 Novembro 2018 17:12

Realizada a 17º edição do Torneio Nacional de Futebol Society do Ministério Público

De 15 a 18 de novembro, em Porto Alegre (RS), ocorreu o Torneio Nacional de Futebol Society do Ministério Público.

Na categoria Força Livre, o time campeão foi do Paraná, tendo São Paulo como vice e Maranhão em terceiro lugar. O goleador da categoria foi Denys Lima Rego (MA), com sete gols, e o goleiro menos vazado, com apenas dois gols, Rafael Osvaldo Machado de Moura.

Na categoria Master, vitória em primeiro lugar para a seleção paulista. Em segundo, Maranhão e, em terceiro, Rio Grande do Sul. O goleador Master foi Hugo Barros (MG), com 5 gols, e o goleiro menos vazado, Luciano Gomes de Queiroz Coutinho (SP).

Super Master teve o Paraná como o grande vencedor, seguido por Santa Catarina em segundo e por Rio de Janeiro em terceiro. O goleador Super Master foi Luciano Trierweiller Naschenweng (SC), com cinco gols, e o goleiro menos vazado Rodney André Cessel (PR), com um gol.

Os gaúchos levaram o troféu de campeões da categoria Sênior. Em segundo lugar ficaram os cearenses e, em terceiro, os paulistas. Roberto Luis Oppermann Thome (RS) foi o goleador, com quatro gols, e Marcelo Orlando Mendes (SP), o goleiro menos vazado, com um gol.

Reabilitação

A novidade da edição foi o Centro de Fisioterapia instalado próximo aos campos de futebol. Pela primeira vez na história do Torneio, foi montada uma estrutura capaz de receber os jogadores para atendimento profissional direcionado ao desenvolvimento de exercícios terapêuticos para reabilitação de disfunções causadas pelo esporte ou pela má postura.
Sete fisioterapeutas da BPro (Centro de Treinamento Físico Funcional, com sedes em Porto Alegre e em Vicenza – Itália, que conjuga academia e escola no mesmo ambiente e ministra cursos pelo Brasil) ficaram à disposição dos atletas durante todo o evento.

Além de tratamento crioterapêutico, que consiste na imersão do corpo numa piscina de gelo, e utilização de botas recovery, que regeneram a musculatura fazendo drenagem sanguínea e pressionando os músculos, os atletas também tinham acesso à massagem desportiva. “Tem atletas que chegam aqui literalmente acabados depois de jogarem três partidas no dia. Eles passam pelo circuito terapêutico e, se tiverem alguma necessidade específica, nossos fisioterapeutas aplicam as técnicas apropriadas para a sua recuperação”, explicou a fisioterapeuta Manoela. Meneghetti de Araújo.

O torneio foi organizado pela Associação do Ministério Público do Rio Grande do Sul (AMPRS) com o apoio da CONAMP. A próxima edição será em 2019 no Maranhão.

Com informações e fotos da AMPRS

Não perca nenhuma novidade!

Fique por dentro das notícias sobre o Ministério Público

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM

ASSOCIAÇÕES AFILIADAS



 

CONAMP Informa